Leite de coco feito em casa

Como sou super adepta da redução de leite de vaca no dia-a-dia, eu costumo substituir o leite de vaca por leites vegetais e um deles é o leite de coco. Hoje vamos falar dele, que é uma ótima opção para utilizar nas receitas, doces ou salgadas. A receita do leite de coco é super simples, mas o benefício é enorme! Que tal testar?

Rendimento: 300 ml
Tempo médio de preparo: 2h10min

Ingredientes:
100gr de coco ralado sem açúcar desidratado
300ml de água quente

Modo de Preparo:
1. Despeje o coco em uma tigela, cubra com a água quente e deixe descansar por 2 horas.
2. Transfira o coco e a água para o liquidificador e bata durante 5 minutos.
3. Em seguida, passe a mistura no coador de pano ou utilize um pano de prato limpo e esterilizado, o caldo extraído é o seu leite de coco.

*** Dicas ***
– Se você decidir usar coco fresco, a fruta, não precisa deixar o coco de molho, pode seguir para o próximo passo.
– Para fazer o leite de coco mais concentrado, diminua a quantidade de água.
– Esse leite pode ser consumido em até 4 dias se armazenado na geladeira em um recipiente fechado.
– Para esterilizar o pano de prato, basta ferver o pano com uma colher de sopa de vinagre branco, ou utilize o microondas. Para isso, umedeça bem o seu pano de prato (nunca coloque ele seco, já testei! O pano queima e sua cozinha vai ficar com cheiro horrível) e deixe-o por 30 segundos no microondas. Muito cuidado na hora de tirar o pano do microondas, ele sai muito muito quente (já testei também!). Não utilize essa técnica se o seu pano possui algo que possa reagir com o microondas, como por exemplo detalhes em metal.

Essa é uma ótima receita se você é intolerante ou alérgico a lactose, que por sinal tem post informativo aqui.
E você ainda pode utilizar nessa receita de trufinhas.

Se você não é intolerante ou alérgico, mas como eu prefere leite de coco caseiro para qualquer receita. Sugerimos essas delicias:
Bolo de coco com cro-croc;
Arroz doce cremoso, mas sem leite condensado;
E o bom e velho Beijinho.

OBS: A autora deste post é a Jozieli Baldin, antiga colaboradora do blog.

Deixe uma resposta