Primeiro Aniversário – Bolo dos Sonhos!

Bolo dos Sonhos

O blog esta comemorando seu primeiro aniversário. Há mais de um ano esse blog era só um sonho, e para comemorar esta data tão especial, é claro que fiz um bolo.

Eu não poderia ter escolhido um bolo com um nome tão sugestivo, o Bolo do Sonhos.

Essa receita não é invenção minha (infelizmente :(). A ideia de fazer um bolo com gostinho de sonho de creme foi da franquia de bolos caseiros, a Bolo da Madre.

Simples, fofinho e perfeito para acompanhar um xícara de café. Esse bolo é fácil de fazer mas leva um certo tempo, já que precisamos fazer a massa, o recheio e calda. E só depois que tudo estiver frio o bolo pode ser montado.
Eu fiz as 3 primeiras etapas em uma noite, e montei o bolo no outro dia, e tudo saiu perfeito.

Segue a minha receita é um tantinho adaptada. A receita original você pode ver aqui.

Rendimento: 8 fatias
Tempo médio de preparo: cerca de 50 minutos

A massa é bem fofinha, pois é feita com iogurte natural, e é aromatizada com baunilha.
Ingredientes para a massa do bolo:

1 copo de iogurte natural integral (170gr)
3 ovos
¾ de xícara de óleo de canola ou girassol
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 e ½ xícara de açúcar (usei demerara)
2 xícaras de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher de sopa de fermento químico em pó
Manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar a assadeira

Modo de preparo da massa:
1. Separe todos os ingredientes.
2. Pré aqueça o forno a 180Cº-200ºC (temperatura média).
3. Prepare a assadeira: (usei uma redonda pequena com 18cm de aro) com um guardanapo de papel ou pincel unte com manteiga e polvilhe com farinha de trigo. Chacoalhe para cobrir fundo e laterais, vire a assadeira sobre a pia e bata no fundo para remover o excesso de trigo. Reserve.
4. No liquidificador bata os líquidos (iogurte, ovos, óleo, baunilha) e o açúcar.
5. Enquanto isso peneire os secos (farinha de trigo, sal e fermento) em uma tigela grande e misture bem.
6. Despeje os líquidos na tigela dos secos e misture bem, com ajuda de um fouet.
7. Transfira a massa para a assadeira e leve ao forno por 30-40 minutos ou até o bolo crescer e dourar. Para conferir se o bolo está pronto faça o teste do palito*.
8. Com cuidado, retire o bolo do forno e deixe amornar antes de desenformar. Se for possível desenforme sobre uma gradinha.

Para o recheio eu fiz um creme diplomata, que nada mais é do que um creme de confeiteiro (creme pâtissière) delicadamente misturado com creme de leite batido. Eu utilizei a receita do francês Will Torrenti, do meu livro Pâtissière em Casa, cuja resenha você encontra aqui.
Ingredientes para o recheio – Creme Diplomata (Pâtissière):
1 fava de baunilha
500ml de leite integral
4 gemas
6 colheres de sopa de amido de milho
3 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de manteiga sem sal
300 ml de creme de leite fresco (nata)

Modo de preparo do Creme Diplomata (Pâtissière):
1. Separe todos os ingredientes.
2. Abra a fava de baunilha no sentido do comprimento, com uma faca afiada e pequena. Raspe as sementes e coloque em uma panela junto com o leite.
3. Leve o leite para ferver em fogo médio. Desligue o fogo assim que levantar ferfura, e deixe descansando por 5 minutos.
4. Enquanto isso, com auxilio de fouet, bata as gemas com o açúcar até ficar um creme clarinho.
5. Adicione o amido de milho, bata até ficar uma mistura homogênea, bem lisinha.
6. Remova a fava de baunilha do leite.
7. Agora comece a “temperar”as gemas. Adicione uma concha de leite baunilhado na tigela dos ovos. Misture bem, e adicione mais uma concha. Misture bem, e volte tudo para a panela.
8. Cozinhe em fogo baixo até engrossar, mexendo sempre (cerca de 5 minutos).
9. Por ultimo adicione a manteiga e bata bem para que ela derreta e seja incorporada no creme.
Quando a colher mostrar o fundo da panela, pode desligar.
10. Transfira o creme de confeiteiro para uma tigela e cubra com filme plástico (PVC) em contato. Deixe esfriar. Reserve.
11. Agora vamos transformar o creme confeiteiro em diplomata. Bata o creme de leite fresco (gelado) em uma batedeira até formar picos moles.
12. Com muito cuidado, incorpore as poucos o creme de leite batido no creme de confeiteiro, até que fiquem bem cremoso.

Eu fiz um caldinha doce com baunilha. Esta é uma calda básica de confeitaria. Você pode utilizá-la para umedecer qualquer bolo ou torta. Eu ainda usei a mesma fava de baunilha do recheio, mas pode aromatizá-la com especiarias ou licores.
Ingredientes para a calda:
1 xícara de água
½ xícara de açúcar (usei demerara)

Modo de preparo da calda:
1. Leve todos os ingredientes para ferver numa panelinha.
Assim que ferver e o açúcar estiver todo diluído, está pronto.
Desligue o fogo e espere esfriar para molhar o seu bolo.

Para montagem é preciso que a massa, o recheio e a cobertura estejam totalmente frios.
Passo a Passo da Montagem:
1. Corte o bolo ao meio, verifique se ao assar formou-se uma ondinha na parte superior da massa, se sim, retire-a com a faca deitada, para nivelar.
2. Coloque um colherada de recheio no prato em que você irá montar o bolo. Isso ajuda a “colar” a massa no prato.
3. Posicione a primeira parte da massa no prato e umedeça o bolo com a calda.
4. Coloque o recheio. Para facilitar eu usei um saco de confeitar, mas você também pode utilizar uma colher ou espátula.
5. Posicione a segunda parte do bolo, e umedeça com o restante da calda.
6. Para finalizar polvilhe açúcar de confeiteiro.

Se sobrar calda é só guardar em um recipiente bem fechado por até duas semanas na geladeira, ou até 3 meses no congelador.

Se sobrar recheio você pode passar no pão ou comer com frutas.

Eu só fiz duas camadas de massa e uma de recheio. Mas você pode fazer até três camadas de massa e duas de recheio.

Eu decorei o meu bolo com recortes da Bianca Gonçalves Estúdio Criativo.

*** Dicas ***
– Nossa xícara medidora é de 240ml e colheres de sopa e chá, 15ml e 5ml respectivamente.
– Sempre quebre os ovos um a um, em uma tigela pequena separadamente para verificar se estão bons antes de misturá-los a sua massa.
– Nós sugerimos na receita óleo de canola ou girassol, pois eles têm sabor neutro quando comparado a outros óleos como de soja ou de milho.
– O açúcar demerara da massa, pode ser substituído por açúcar refinado ou cristal.
– Para bolos o ideal é usar iogurte integral, mas eu fiz com iogurte semidesnatado e também ficou gostoso.
– *O teste do palito consiste em furar o bolo no centro, com um palito de dentes ou de churrasco. Se o palito sair limpo é sinal de que o bolo está assado e pode ser retirado do forno. Caso contrário, deixe o bolo no forno por mais alguns minutos até que asse completamente.
– O bolo pode ser guardado em um recipiente hermético, na geladeira, por até 3 dias.
– A massa do bolo pode ser congelada, quando fria dentro de um saco plástico, sem cobertura ou recheio, por até 20 dias. Para descongelar é só deixar em temperatura ambiente por algumas horas, ou passar do congelador para a geladeira durante a noite.
– Se você não tem açúcar de confeiteiro em casa, é só bater o açúcar cristal ou refinado no liquidificador, até ele ficar mais fininho.
– Você também pode forrar a assadeira com papel manteiga para que o bolo saia ainda mais perfeito. Use a própria forma como molde, e marque com o lápis o papel manteiga e recorte o molde.
– Para facilitar a montagem você pode dividir a massa antes de assar, em duas assadeiras iguais. Como não será necessário cortar a massa para montar, o bolo ficará mais retinho e firme.
– A fava da baunilha que foi utilizada na calda e no recheio, não precisa ser descartada. Lave-a em água corrente e seque bem com papel toalha. Depois é só colocar dentro de seu açucareiro e você terá um açúcar baunilhado ;).
– Caso você não encontre fava de baunilha, pode substitui-la por extrato de baunilha, quando o creme ou a calda estiverem prontos.

Se você fizer esse bolo dos sonhos, volte aqui para me contar como ficou.

Deixe uma resposta